Ferrara Cidadania Italiana  
Fan Page da Ferrara Cidadania Italiana Google+                  
 
 
Ferramentas
Ferrara Cidadania Italiana
 
 
Perguntas frequentes sobre cidadania italiana
- Como conseguir a cidadania italiana?
- Como é o processo de cidadania italiana feito pelo Brasil?
- Como é resumidamente o processo de cidadania italiana na Itália?
- Como é detalhadamente o processo de cidadania italiana ?
- Quem tem direito à dupla cidadania italiana?
- O problema com a lei 01/01/1948 ainda existe?
- Quanto tempo demora o processo de reconhecimento da cidadania italiana?
- Quanto custa o processo de reconhecimento da cidadania italiana?
- Qual a diferença do processo feito no Brasil e diretamente na Itália?
- Quais são os documentos necessários para o processo?
- O que é a Certidão de Naturalização?
- Por que devo preparar os documentos no Brasil?
- Como conseguir os documentos no Brasil e na Itália?
- É preciso fazer a retificação dos documentos?
- Como faço a tradução dos documentos?
- O que é a legalização dos documentos?
- Como montar a árvore genealógica da família?
- É preciso apresentar a Certidão de Reservista Militar?
- É preciso apresentar algum documento que comprove meu Estado Civil?
- Como é o processo da cidadania italiana por casamento?
- Meu parente já tem cidadania italiana, posso usar os mesmos documentos?
- Os Consulados Italianos estão fechados?
- Por que contratar um assessor para desenvolver o meu processo?
- Existe um acordo de assistência médica entre o Brasil e a Itália?
 

- Como conseguir a cidadania italiana?

O primeiro passo é descobrir se você tem direito ao reconhecimento da cidadania italiana.

Você pode utilizar nossa ferramenta para descobrir: Click aqui

Depois você deve montar a árvore genealógica da sua família para descobrir quem são as pessoas que lhe transmitem o sobrenome italiano.

Você pode utilizar nossa ferramenta para montar a sua árvore genealógica: Click aqui

Em seguida você deve encontrar os documentos necessários para desenvolver o processo.

Utilize nossa ferramenta para saber a lista de documentos necessários: Click aqui

Você deve saber que o processo pode ser desenvolvido no Brasil ou na Itália.

No Brasil o processo é feito através de um Consulado Italiano. Demora entre cinco e dez anos. Custa menos de R$ 5.000,00. O requerente não precisa ir à Itália. É possível fazer um processo para toda a família.

Na Itália o processo é feito através de um Comune. Demora entre três e seis meses. Custa mais de R$ 15.000,00 e o requerente deve ir à Itália. Os documentos brasileiros devem passar pelo Consulado Italiano de qualquer jeito para serem legalizados. Não é possível fazer o processo para parentes.

 

- Como é o processo de cidadania italiana feito pelo Brasil?

Primeiro você deve identificar qual é o Consulado Italiano responsável pelo Estado de sua residência.

Basicamente para entrar com o pedido de solicitação do reconhecimento da cidadania italiana no Brasil você precisa:

01 - obter uma cópia da certidão de nascimento ou de batismo do seu ascendente italiano;

02- preencher a ficha de requerimento (atenção que cada Consulado Italiano utiliza um modelo diferente e cada requerente maior de 18 anos deve preencher uma ficha);

03 - enviar por correio o(s) formulário(s) preenchido(s) e a cópia da certidão de nascimento ou de batismo do ascendente italiano;

04 - aguardar a longa fila do Consulado Italiano.

Dicas:

- caso você mude de endereço durante a espera da convocação, comunique ao Consulado Italiano o novo endereço;

- não faça as traduções dos documentos brasileiros antes de ver convocado pelo Consulado Italiano. A convocação do Consulado Italiano vai demorar no mínimo cinco anos, portanto se você fizer as traduções quando for entrar com o requerimento as mesmas não serão válidas na data da convocação;

- quando o Consulado Italiano convocar você e sua família o prazo para preparar e apresentar os documentos (nascimento, casamento, óbito e CNN) será de seis meses. A Ferrara Cidadania Italiana oferece o serviço de preparação dos documentos;

- durante a longa espera da convocação consular, você deve reunir todos os documentos (nascimento, casamento, óbito e CNN) e analisá-los para verificar se contêm erros de grafia;

- todos os documentos apresentados ao Consulado Italiano serão arquivos e em nenhuma hipótese serão devolvidos aos interessados;

- toda a família pode participar do mesmo processo, basta reunir a documentação e enviar os formulários preenchidos.

 

- Como é resumidamente o processo de cidadania italiana na Itália?

Etapas brasileiras

01 - descobrir se você tem direito ao reconhecimento da cidadania italiana;

02 - reunir as certidões brasileiras e italianas (nascimento, casamento, óbito, CNN);

03 - analisar os documentos e retificá-los se for necessário;

04 - reconhecer as assinaturas do cartório no Tabelionato de Notas e/ou no Ministério das Relações Exteriores;

05 - traduzir os documentos brasileiros para o italiano;

06 - legalizar os documentos brasileiros no Consulado italiano.

Etapas italianas

01 - viajar à Itália e receber o carimbo de entrada em um país do Acordo de Schengen;

02 - registrar a residência (inscrição anagráfica);

03 - solicitar o reconhecimento da cidadania italiana;

04 - esperar a resposta da Certidão de Não Renúncia à Cidadania Italiana;

05 - transcrever os documentos nos livros do Comune e assiná-los;

06 - solicitar os documentos italianos (carteira de identidade, passaporte ...). 


- Como é detalhadamente o processo de cidadania italiana?

No Brasil

A primeira etapa é saber se você de fato tem direito ao reconhecimento da cidadania italiana. Não é porque você tem um ascendente italiano que tem direito automático ao reconhecimento da cidadania italiana. Existem apenas três restrições legais:

01 - filhos de mulheres italianas nascidos antes de 01/01/1948;

02 - naturalização brasileira do ascendente italiano;

03 - problemas com os dados apresentados nas certidões.

Você pode saber se tem direito ao reconhecimento da cidadania italiana utilizando nossa ferramenta abaixo:

Clique aqui para abrir a ferramenta.

Caso você tenha direito ao reconhecimento da cidadania italiana, avance à segunda etapa: reunião dos documentos necessários para o processo.  

Clique aqui para abrir a ferramenta.

A Ferrara Cidadania Italiana oferece os serviços de pesquisa e busca de documentos italianos.

 
 

A pesquisa de documentos no Brasil pode ser feita por você mesmo. Visite a página Pesquisa de Documentos no Brasil para ter mais informações.

A famosa CNN - Certidão de Naturalização, também faz parte dos documentos obrigatórios para o reconhecimento da cidadania italiana na Itália. Ele serve para comprovar que o seu ascendente italiano não se naturalizado brasileiro.

Muitas pessoas chamam este documento de CNN (Certidão Negativa de Naturalização), pelo fato que a maioria dos italianos não se naturalizou e geralmente as pessoas recebem a certidão negativa.

É possível emitir a Certidão Negativa de Naturalização pela internet. Clique aqui para ir ao site do Ministério da Justiça do Brasil.

O serviço é gratuito.

Importante
Na CNN deverá conter todas as variações dos nomes e sobrenomes do seu ascendente italiano. Acrescente todas as variações que aparecem nos documentos brasileiros e italiano(s). Por exemplo: Giovanni Malucelli / João Malucelli / Giovanni Malluceli / João Malluceli...

Quando você reunir todas as certidões é o momento para avançar à terceira etapa, talvez a etapa mais importante de todo o processo. Faça uma análise minuciosa das informações de todas as certidões. Faça a comparação entre elas. Todas as informações devem corresponder entre os documentos.

Você deve saber que a única pessoa que pode afirmar que seus documentos estão 100% corretos é o responsável do Stato Civile do Comune italiano onde você irá residir. O funcionário do Consulado Italiano pode afirmar que os documentos estão corretos, porém a região de competência dele é somente no Brasil. Não adiantará alegar na Itália que o funcionário do Consulado Italiano informou que os seus documentos estavam corretos, pois ele é responsável somente por um determinado território no Brasil. Na Itália quem interpreta e analisa as informações das certidões do seu processo são os responsáveis dos Ufficio dello Stato Civile. Deste modo sugerimos que todas as informações erradas sejam retificadas.

Exemplos
No Certificato di Nascita é informado que o italiano nasceu em 11/06/1882 em Ferrara e na Certidão de Casamento, realizado no Brasil, é informado que nasceu em 12/06/1882 em Ferrara. É necessário retificar.

No Certificato di Nascita é informado que o italiano nasceu em 01/11/1870 em Venezia e na Certidão de Óbito, realizado no Brasil, é informado que o italiano faleceu em 1936 aos 68 anos de idade. Faça a conta 1936 - 1870 = 66 anos. É necessário retificar.

O nome do italiano informado no Certificato di Battesimo é Vincenzo Vittorio Campagno e nos documentos brasileiros é informado Vicente Campanho. Não é necessário retificar, desde que todas as outras informações também correspondam.

Na certidão de nascimento é informado que os nomes dos pais são Domenico Facchini e Giuseppina Motta, já na certidão de casamento os nomes são Domingos e Maria Facchini. É necessário retificar.

A forma “aportuguesada” de nomes também não é obrigada retificar: Giuseppe / José, Giovanni / João, Pietro / Pedro ....

Verifique mais traduções de nome AQUI.

É possível arrumar os erros das certidões através de um processo judicial de retificação. Neste caso você precisará contratar um advogado para fazer este processo. A Ferrara Cidadania Italiana pode analisar seus documentos e encaminhar para um advogado retificar seus documentos.

Importante
Caso o documento seja retificado deverá aparecer no rodapé da certidão a anotação sobre a mudança das informações. Geralmente aparece assim: "este documento contem elementos de averbação". Neste caso você deverá solicitar uma certidão no formado INTEIRO TEOR, justamente para obter um documento que informe tudo o que foi modificado. Atualmente os responsáveis Consulados Italianos estão exigindo as certidões Inteiro Teor até mesmo quando a certidão não foi retificada.

Quando todas as certidões estiverem 100% corretas você poderá avançar à quarta etapa do processo que o reconhecimento de firma em um Tabelionato de Notas e/ou em uma representação do Ministério das Relações Exteriores.

Todos os Consulados Italianos no Brasil exigem que as certidões brasileiras sejam reconhecidas em um Tabelionato de Notas. Esse procedimento também é chamado de sinal público.

Alguns Consulados Italianos no Brasil exigem o sinal público e também a legalização em uma representação do Ministério das Relações Exteriores:
- Consulado Italiano de São Paulo: exige a legalização no ERESP;
- Consulado Italiano de Belo Horizonte: exige a legalização no EREMINAS;
- Consulado Italiano do Rio de Janeiro: exige a legalização no ERERIO;
- Embaixada Italiana de Brasília: exige a legalização no próprio Ministério em Brasília.

A quinta etapa é a tradução dos documentos brasileiros.

As traduções devem ser feitas por tradutores juramentados no Consulado Italiano competente pelo seu Estado ou Região.

A Ferrara Cidadania Italiana trabalha com alguns tradutores juramentados. Visite a página dos Tradutores Juramentados.

O sexto passo é solicitar as legalizações dos documentos brasileiros junto ao Consulado Italiano do seu estado ou região de jurisdição.
Clique no mapa abaixo para identificar qual é o Consulado Italiano que deverá legalizar seus documentos:

 
Cidadania Italiana Consulado Italiano Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Belo Horizonte Cidadania Italiana Embaixada Italiana Cidadania Italiana Consulado Italiano Belo Horizonte Cidadania Italiana Consulado Italiano Curitiba Cidadania Italiana Consulado Italiano Curitiba Cidadania Italiana Consulado Italiano Porto Alegre Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife
 
 

Somente depois que você tiver todas as informações das certidões corretas, certidões traduzidas e legalizadas, é que você poderá ir à Itália para desenvolver o processo de reconhecimento da cidadania italiana.

 

Na Itália

A primeira etapa do processo de reconhecimento da cidadania italiana direto na Itália começa ainda no Brasil, quando você programa a viagem. Saiba que as férias européias acontecem entre os meses de julho e agosto. Também acontece uma pequena queda no rendimento do serviço público italiano no final no ano.

O bilhete aéreo também é outro fator importante. Você receberá um carimbo de entrada no primeiro país europeu que desembarcar. A Itália e grande parte dos países europeus pertencem ao Acordo de Schengen, que visa uma política de livre circulação de pessoas. O importante é que você receba um carimbo de entrada em qualquer um dos países do Acordo de Schengen. Dê preferências para vôos diretos do Brasil à Itália, por exemplo, São Paulo para Milano.

Exemplo
Caso você receba o carimbo em Portugal não receberá outro na Itália. Este carimbo de Portugal serve para iniciar o processo de reconhecimento da cidadania italiana. É este carimbo no passaporte que permitirá sua estadia na Europa e no território italiano durante 90 dias com a motivação turismo.

Entrando na Europa por outro país que não seja a Itália, você deverá ir até a Questura na Itália para fazer a sua declaração de presença no país. Esta declaração é necessária para a solicitação do registro da residência.

Caso você desembarque diretamente na Itália, não precisará fazer a declaração de presença.

A segunda etapa é o registro da residência. A solicitação do reconhecimento da cidadania italiana diretamente na Itália é possível somente se o requerente residir em algum Comune (cidade) italiano. A Itália possui mais de 8.000 cidades e você pode escolher onde residir e desenvolver o processo. Não precisa ser na cidade onde o seu ascendente italiano nasceu.

A principal dificuldade em registrar a residência é encontrar um local. Não é possível registrar a residência em hotéis. Você precisará encontrar um quarto ou um apartamento adapto ao propósito.

As imobiliárias não alugam apartamentos para poucos meses e são raras aquelas que alugam quartos. Geralmente são exigidos dois ou três meses de caução mais um mês de aluguel antecipado, ou seja, você precisará de no mínimo EUR 2.000,00 para entrar no apartamento. A locação do imóvel é feita através de um contrato de aluguel e você deverá se responsabilizar por um acordo de no mínimo 12 meses.

Outro fator considerável é que você será um estrangeiro, sem emprego e sem referências na Itália. Pergunto, você confiaria e alugaria seu próprio imóvel a uma pessoa que não conhece, não tem referências e emprego?

É por isso que é fundamental ter alguém para lhe ajudar na Itália. A Ferrara Cidadania Italiana tem à disposição confortáveis apartamentos, bem localizados e equipados (TV, máquina de lavar-roupa, cozinha completa, internet...).

 
 

Ainda tem outro obstáculo para conseguir um local de residência. Você deve encontrar um local para residir nos primeiros oito dias úteis após a sua chegada na Itália. Caso passe os oito dias, não será possível iniciar o processo de reconhecimento da cidadania italiana e você deverá regressar ao Brasil.

Conseguindo um local apropriado para residir e registrar a residência, você deverá ir ao Ufficio Anagrafe (lembrando entre os primeiros oito dias úteis) para solicitar a inscrição anagráfica ou registro da residência.

Solicitando o registro da residência você irá aguardar que o policial (vigile) passe na sua residência para verificar se de fato você reside no local declarado. Quando ele passar para controlar, você deve mostrar o passaporte e o comprovante de solicitação da residência. Alguns vigias verificam alguns ambientes da casa, como o quarto, o guarda-roupa, geladeira, banheiro, enfim, depende de cada policial.

Dica
Não se esqueça de colocar o seu nome e sobrenome na campainha ou interfone.

Quando ele passar e encontrar você na residência, basta aguardar mais alguns dias até que as informações sejam colocadas no sistema do Comune.

Alguns Comuni, após o registro da residência, autorizam a emissão de uma carteira de identidade provisória. O custo da identidade é cerca de EUR 6,00. São necessárias também três fotos 3x4 (conhecida na Itália como tessera), e apresentação do passaporte original.

A terceira etapa é a solicitação do reconhecimento da cidadania italiana junto ao Ufficio dello Stato Civile. É necessário apresentar todos os documentos (nascimento, casamento, óbito e CNN) junto às devidas traduções, Certidão de Residência (alguns Comuni exigem), o formulário de solicitação do reconhecimento da cidadania italiana preenchido e um selo (marca da bollo) no valor de EUR 14,62.

Após apresentar a documentação ao Responsável do Stato Civile, você deverá aguardar a análise dos documentos e a resposta do chefe do escritório. Geralmente a resposta vem por carta no local da sua residência, mas alguns Stato Civile analisam os documentos no momento da solicitação da cidadania italiana.

Não existe um parâmetro de avaliação dos documentos. Tudo dependerá da interpretação dos Responsáveis. Eles podem entender que seus documentos estão corretos ou que falta alguma coisa para deixá-los 100%, por isso é importante que alguém que fale bem italiano lhe acompanhe no Stato Civile para explicar eventuais dúvidas do Responsável.

A quarta etapa não depende de você. Caso seus documentos sejam interpretados como corretos, o Responsável do Stato Civile solicitará aos Consulados Italianos a Certidão de Não Renúncia à Cidadania Italiana (Certificato di Non Rinuncia alla Cittadinanza Italiana). Este documento informará que você e nenhum dos seus familiares, aqueles lhe transmitem o sobrenome italiano diretamente, renunciaram à cidadania italiana.

A resposta dos Consulados Italianos é um problema. Geralmente demora de 60 a 120 dias. O Consulado do Rio de Janeiro demora mais de seis meses, quando não chega há um ano.

A quinta etapa depende dos funcionários do Stato Civile. Eles devem transcrever os seus nos livros do Comune. Isso costuma levar uma ou duas semanas. Geralmente você é convocado para assinar um livro e a partir daquele momento você é um cidadão ítalo-brasileiro.

Quando chegar a Certidão de Não Renúncia e os registros civis forem transcritos é o momento de avançar à sexta etapa e última: solicitação e emissão dos documentos italianos.

Você pode solicitar:
- Carteira de Identidade italiana;
- Passaporte italiano;
- Certidão de Cidadania italiana;
- Certidão de Nascimento italiana;
- Certidão de Casamento italiana.

 


- Quem tem direito à dupla cidadania italiana?

O reconhecimento da cidadania italiana também é possível através princípio Juris Sanguinis (direito de sangue).

Não existe limite de gerações para o reconhecimento da cidadania italiana, ou seja, os trinetos, bisnetos, netos e filhos têm o direito à cidadania italiana. Não é exigido o conhecimento do idioma italiano, nem da história e legislação italiana.

Existem algumas restrições legais:
01 - filhos de mulheres nascidos antes de 01/01/1948: o problema da lei 01/01/1948 já pode ser superado através da Sentença n. 4466, de 25/02/2009 a qual reconhece o direito de transmissão da cidadania às mulheres italianas e aos seus filhos nascidos antes da promulgação da Constituição Republicana aos 01.01.1948. A decisão para ser aplicada por via administrativa (através dos Consulados ou dos Comunes italianos) precisa ser normatizada pelo Ministero Dell'Interno italiano, que ainda não se pronunciou a respeito. Enquanto isto não ocorre, o encaminhamento do processo só pode ser feito por via judicial, e a Ferrara Cidadania Italiana pode cuidar disso para você. Quer entender mais sobre a Lei 01/01/1948, clique aqui.

02 - naturalização brasileira do ascendente italiano;

03 - problemas com os documentos (erros nas informações das certidões ou quando os documentos não são encontrados);

04 - filhos de pais solteiros onde o declarante do nascimento do filho não é o genitor que transmite o sobrenome italiano: por exemplo, seus pais não são casados e quem declarou o seu nascimento foi o SEU PAI, mas quem transmite o sobrenome italiano é sua mãe. Neste caso o filho não pode reconhecer a cidadania italiana sem antes a mãe já obtê-la. Uma vez que a mãe tem a cidadania italiana reconhecida o filho também pode obtê-la. Os processos da mãe e do filho podem ser feitos simultâneos.

Utilize nossa ferramenta abaixo e descubra se você tem o direito.

 


 

 
 
 

- O problema com a lei 01/01/1948 referente à transmissão da cidadania italiana pela linha materna, ainda existe?

A Suprema Corte di Cassazione expressa na Sentença n. 4466, de 25/02/2009, o direito de transmissão da cidadania italiana pelas mulheres, aos seus filhos nascidos anterior à data da promulgação na Constituição Republicana aos 01.01.1948.

Especialmente para os descendentes de mulheres italianas (italianas, mesmo nascidas no Brasil), que esposaram cidadãos brasileiros, este direito já deveria ser reconhecido, visto que a Lei n. 555, de 13/06/1912, no Art. 10, previa que "La donna cittadina che si marita ad uno straniero perde la cittadinanza italiana, sempreché il marito possieda una cittadinanza che per il fatto del matrimonio a lei si comunichi." ( .. que a cidadania se comunique a ela, pelo fato do matrimonio.)

(Disposição considerada inconstitucional pela Sentença n. 87, de 09/04/1975. Porém, pela Sentença n. 30, de 28/01/1983, definiu que a inconstitucionalidade seria devida somente depois da promulgação da Constituição Republicana (01.01.1948), já que anteriormente não existia o conflito constitucional. Portanto, a Lei era legitima.)

Ocorre que pela Legislação Brasileira, a cidadania do marido não se transmite à esposa pelo fato do matrimonio. O marido permanece brasileiro e a esposa com a sua cidadania. Portanto, mesmo a vista da disposição legal antiga, a cidadã italiana que se casou com um brasileiro em qualquer época, manteve a sua cidadania de origem.

Este fato nunca foi levado em consideração pela Suprema Corte di Cassazione, que sempre julgou a questão à luz unicamente da Legislação italiana.

Desta vez, foi levado em consideração a Convenção de Nova York de 18/12/1979, também firmada pela Itália, que prevê a eliminação na Legislação dos Países signatários, de todas as formas de discriminação contra a mulher.

A medida é esperada por milhares de descendentes privados da cidadania, enquanto descendentes de mulheres, quando os seus primos já possuem o direito reconhecido, somente porque seus ascendentes nasceram alguns dias depois de 01.01.1948.

A decisão para ser aplicada por via administrativa (encaminhamento direto nos Consulados e ou nos Comunes italianos) precisa ser normatizada pelo Ministero Dell'Interno italiano, que ainda não se pronunciou a respeito. Enquanto isto não ocorre, o encaminhamento do processo só pode ser feito por via judicial na Itália.

O processo demora em média dois anos e você precisará contratar um advogado italiano.

A Ferrara Cidadania Italiana trabalha com um advogado italiano e juntos oferecemos a assistência para o recurso judicial na Itália.

 

 

- Quanto tempo demora o processo de reconhecimento da cidadania italiana?

Primeiro você deve reunir os documentos e prepará-los para depois desenvolver o processo no Brasil ou na Itália.

O tempo da reunião dos documentos vai depender das suas pesquisas e sorte. Algumas famílias são bem organizadas e têm as certidões guardadas, portanto devem solicitar segundas-vias dos documentos e isso demora somente algumas semanas. Já outras famílias devem ainda pesquisar para descobrir onde obter as certidões de nascimento, casamento e óbito dos parentes; e isso exige um tempo muito maior.

A forma da preparação dos documentos depende onde será desenvolvido o processo. A preparação dos documentos para aqueles processos que serão desenvolvidos no Brasil é rápida, pois não exige legalizações consulares. Já aqueles processos que serão desenvolvidos na Itália exigem legalizações consulares e alguns Consulados Italianos estão demorando anos para carimbar os documentos brasileiros.

Mesmo assim os processos desenvolvidos na Itália demoram menos do que os processos desenvolvidos no Brasil.

Outra questão que influencia no andamento do processo é o tempo dos serviços prestados pelos órgãos públicos italianos.

Os processos desenvolvidos no Brasil dependem dos Consulados Italianos e demora entre cinco e dez anos para reconhecer a cidadania italiana.

Os processos desenvolvidos na Itália dependem dos Consulados Italianos no Brasil e de um Comune na Itália. Os Consulados Italianos são competentes pelas legalizações dos documentos brasileiros e pelas respostas das Certidões de Não Renúncia. Já os Comuni Italianos são responsáveis pelo registro de residência e verificação de todos os documentos.

O tempo médio de desenvolvimento de um processo na Itália é entre três e seis meses.

Portanto o tempo total de um processo de reconhecimento da cidadania italiana vai depender e todas as etapas envolvidas:
- localização de todos os documentos;
- retificações judiciais (caso sejam necessárias);
- obtenção Certidão Negativa de Naturalização;
- tradução dos documentos brasileiros;
- legalização dos documentos brasileiros;
- registro da residência na Itália;
- resposta da Certidão de Não Renúncia à Cidadania Italiana.
- transcrição dos documentos na Itália;
- emissão dos documentos italianos (principalmente do passaporte).


- Quanto custa o processo de reconhecimento da cidadania italiana?

Os gastos são baseados nas necessidades de cada processo. Todos os processos seguem trajetórias diferentes, por isso os valores também mudam.

As despesas envolvidas para desenvolver o processo de reconhecimento da cidadania italiana são:
- emissão dos documentos;
- pesquisa de documentos (se necessário);
- retificações de documentos (se necessário);
- advogado (se necessário);
- reconhecimento de firmas;
- traduções;
- legalizações (taxas consulares);
- passagem aérea (para quem for à Itália);
- aluguéis (para quem for à Itália);
- alimentação (para quem for à Itália);
- transporte (para quem for à Itália);
- telefone / internet (para quem for à Itália);
- taxas do processo (para quem for à Itália);
- assessor / advogado (para quem for à Itália);
- emissão dos documentos (carteira de identidade e passaporte).
Somando todos esses itens você saberá quanto custa processo de reconhecimento da cidadania italiana.

No Brasil o processo custa menos de R$ 5.000,00, porém demora mais de cinco anos.

Na Itália o processo custa mais de R$ 15.000,00, porém demora entre três e seis meses.

O interessado ao reconhecimento da cidadania italiana deve enfrentar essas despesas como um investimento e se programar muito bem financeiramente para ir à Itália tranqüilo e aproveitar a estadia na Europa. 

 


- Qual a diferença do processo feito no Brasil e diretamente na Itália?

Tabela igual dessa página:

 
 
DIFERENÇAS DO PREÇO CIDADANIA ITALIANA
NO BRASIL
CIDADANIA ITALIANA
NA ITÁLIA
Tempo Muito tempo (na maioria dos Consulados Italianos mais de 5 anos) Pouco tempo (algumas cidades menos de 90 dias)
Custo Menos de R$ 5.000,00 Mais de R$ 15.000,00
Órgão Público Italiano Consulado Italiano Consulado Italiano
Questura
Anagrafe
Sato Civile
É preciso ir à Itália? Não Sim
É preciso legalizar os documentos? Não Sim
É preciso traduzir os documentos? Sim Sim
É preciso retificar os documentos? Depende, mas os Consulados Italianos aceitam melhor os erros Depende, mas os Stato Civile são mais rigorosos
É preciso reunir todos os documentos? Sim Sim
Posso ter a carteira de identidade italiana? Não Sim
Posso ter o passaporte italiano? Sim Sim
Tempo para emissão do Passaporte Meses Dias
Preciso apresentar a CNN? Sim Sim
Todos da família podem participar do processo? Sim, basta apresentar os documentos Sim, desde que todos viajem à Itália e apresentem os documentos
 

- Quais são os documentos necessários para o processo?

Leia as instruções abaixo ou utilize diretamente a nossa ferramenta:

Informe qual é a sua árvore genealógica:

 
 
 
 
Informe qual sua árvore genealógica
 
 



Casou-se?



Onde se casou?



É divorciado?



É falecido?



 



 
 

Basicamente os documentos necessários para o processo de reconhecimento da cidadania italiana são:
- Certidões de Nascimento;
- Certidões de Casamento;
- Certidões de Óbito;
- Certidão de Naturalização (essa somente para o italiano).

Os documentos exigidos para o reconhecimento da cidadania italiana dependem da formação da árvore genealógica de cada família.

Os documentos que você precisa reunir são somente das pessoas que lhe transmitem o sobrenome italiano. Não é necessário apresentar as certidões dos cônjuges (esposas e maridos).

Por exemplo:
- bisavô (italiano)
Nascita ou Battesimo (na Itália);
Casamento ou Matrimonio (no Brasil ou na Itália);
Óbito;
Certidão de Naturalização (positiva ou negativa).

- avô
Nascimento;
Casamento;
Óbito (caso seja falecido).

- pai
Nascimento;
Casamento;
Óbito (caso seja falecido).

- filho (requerente - você)
Nascimento;
Casamento (caso seja casado).

 


- O que é a Certidão de Naturalização?

A Certidão de Naturalização pode ser Positiva ou Negativa. A maioria dos italianos não se naturalizou brasileiro e por isso é mais comum que os requerentes recebam a Certidão Negativa de Naturalização, apelidada de CNN.

Esta certidão é obrigatória para o processo de reconhecimento da cidadania italiana Juris Sanguinis e serve para comprovar que o italiano se naturalizou ou não no Brasil.

A CNN é solicitada online no site Ministério da Justiça pela internet. O serviço é gratuito.

Entre no site aqui.

Importante: a CNN deverá conter todas as variações de nomes e sobrenomes do seu ascendente italiano. Acrescente todas as variações que aparecem nos documentos brasileiros e italianos.

Por exemplo: Giovanni Malucelli / João Malucelli / Giovanni Malluceli / João Malluceli...

A CNN virtual deve ser autenticada no próprio site onde é emitida para ser válida para o processo.


- Por que devo preparar os documentos no Brasil, se vou desenvolver o processo diretamente na Itália?

Os documentos brasileiros não são válidos na Itália sem a tradução juramentada e a legalização consular.

Mesmo as pessoas que irão solicitar o reconhecimento da cidadania italiana direto na Itália devem preparar os documentos antes no Brasil e legalizar os documentos brasileiros no Consulado Italiano.

A preparação dos documentos consiste em:
- reunir toda a documentação;
- analisar os dados de cada certidão;
- reconhecer as firmas (no Tabelionato de Notas e/ou no Ministério das Relações Internacionais, depende de cada Consulado Italiano);
- traduzir os documentos brasileiros para o italiano através de um tradutor juramentado;
- legalizar os documentos brasileiros no Consulado Italiano.

Importante: a legalização consular é atualmente a maior dificuldade da preparação dos documentos brasileiros. Alguns Consulados Italianos só legalizam através de um agendamento, por exemplo, o Consulado Italiano de São Paulo só tem novas vagas para 2021.

 


- Como conseguir os documentos no Brasil e na Itália?

Na Itália a Ferrara Cidadania Italiana oferece os serviços de pesquisa e busca de documentos italianos:

 
 

Onde pesquisar e buscar os documentos no Brasil:
- Nos cartórios para quem nasceu, casou e faleceu depois de 1889, quando você sabe a cidade;
- Nas igrejas e dioceses para quem nasceu e casou antes de 1889.

O registro de desembarque também ajuda a obter informações sobre os imigrantes italianos:
- Desembarque de imigrantes em São Paulo;
- Desembarque de imigrantes no Espírito Santo;
- Desembarque de imigrantes no Paraná;
- Desembarque de imigrantes no Rio de Janeiro.

Outra opção para quem está procurando informações dos imigrantes italianos são os registros dos Arquivos Nacionais, Estaduais e Municipais.
- Arquivo Nacional no Rio de Janeiro, clicar em Serviços aos Usuários, depois atendimento à distância e leia as instruções:
- Arquivo Público Mineiro;
- Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul, certidões de nascimento, casamento e óbito com datas-limites entre 1929 a 1975; habilitação de casamento datas-limites entre 1890 a 1985, expedidas na maioria dos cartórios do Estado. Totalizando cerca de 8 milhões de documentos;
- Arquivo Histórico de Juiz de Fora, documentação cartorial do Primeiro Ofício de Notas (1853-1935) e do Segundo Ofício de Notas (1858-1938), encontra-se organizada e inventariada;
- Arquivo Público do Estado de São Paulo.


- É preciso fazer a retificação dos documentos para o processo de reconhecimento da cidadania italiana?

A retificação judicial de documentos é um processo feito para corrigir os registros civis (nascimento, casamento, óbito) que apresentam dados incorretos.

Normalmente os erros derivam de transcrições incorretas dos registros originais e ainda da modificação involuntária causada muitas vezes no momento do desembarque dos italianos no Brasil, o que habitualmente chamamos de "aportuguesamento" dos nomes e sobrenomes. Também devemos levar em consideração que os antigos livros de registros civis eram escritos à mão e com o passar dos anos a leitura dos dados por vezes se torna incompreensível.

O que aconselhamos é "em qual cidade italiana você irá desenvolver o processo"?

Na Itália existem mais de 8.000 cidades e você pode escolher em qual irá residir e desenvolver o processo. Cada cidade tem um responsável de Stato Civile e uma interpretação diferente sobre os erros nas certidões. Existem cidades que não aceitam a variação mais simples possível, como por exemplo, Giovanni Rossi / João Rosi.

Também existem responsáveis de Stato Civile que levam em consideração a coerência das informações e o princípio básico do processo que é demonstrar que o requerente à cidadania italiana tem de fato uma ascendência italiana. Esses não param o processo devido às variações e erros de dados.

É por isso que é importante você já ter o apoio de uma assistência na Itália que encaminhe o seu processo a uma cidade que aceitará a sua documentação.

 
 

Obviamente, erros como Giovanni Rossi para Giovanni Boldrin ou Giovanni Rossi para José Rossi não serão aceitos em nenhum lugar da Itália. O importante é sempre demonstrar que as pessoas são as mesmas entre as certidões e que a árvore genealógica é compreensível através dos documentos.

Outros erros que normalmente não são aceitos são:
- datas de nascimento diferente;
- nomes dos pais diferentes;
- locais de nascimento e casamento diferentes;
- variações muito grandes com os nomes e sobrenomes.

Importante: as retificações devem ser feitas antes das traduções, reconhecimento de firmas e legalizações. Não faça a preparação dos documentos sem antes ter certeza que os dados das certidões estão corretos.

Caso seja necessária a retificação de algum documento, você precisará da assistência jurídica de um advogado.

Visite o link dos advogados que prestam este serviço.

A Ferrara Cidadania Italiana pode analisar seus documentos para verificar a necessidade das retificações ou não. Uma análise minuciosa dos documentos exige cerca de uma hora de trabalho, portanto este serviço não é grátis. Entre em contato para pedir um orçamento e esclarecer as suas dúvidas.


- Como faço a tradução dos documentos?

A tradução das certidões brasileiras (nascimento, casamento, óbito e CNN) é obrigatória para o processo de reconhecimento da cidadania italiana.

Clique no mapa abaixo para encontrar um tradutor juramentado mais próximo de você:

Foto do mapa
Quando clicar no mapa baixa as informações dos tradutores

 

Atenção
As traduções devem ser feitas somente depois que todos os documentos forem reunidos e analisados. Analise com cuidado todos os dados dos documentos, pois será uma perda de tempo se você traduzir os documentos e depois encontrar erros que precisem de retificações. Além disso, você gastará duas vezes.

Cada Consulado Italiano tem seus tradutores juramentados e são eles que devem fazer a tradução dos documentos brasileiros.


- O que é a legalização dos documentos e como faço a legalização dos documentos?

Todos os documentos oficiais emitidos no Brasil, para serem legalmente válidos na Itália devem obrigatoriamente receber a legalização consular, visto que o Brasil não assinou a Convenção de Haya (de 05/10/1961) que supre a exigência de legalização dos documentos públicos estrangeiros expedidos pelos Países que assinaram tal Convenção.

Atualmente a legalização dos documentos brasileiros é a maior dificuldade para o processo de reconhecimento da cidadania italiana desenvolvido diretamente na Itália.

A legalização dos documentos brasileiros é fundamental para aqueles que pretendem solicitar o reconhecimento da cidadania italiana direto na Itália. Os documentos brasileiros sem a legalização consular não são válidos na Itália.

As legalizações são feitas nos Consulados Italianos no Brasil. Não podem ser feitas na Itália.

No Brasil existem seis Consulados Italianos e cada um adota um procedimento diferente para oferecer as legalizações dos documentos de registros civis:

Clique no estado onde você reside para obter as informações de cada Consulado Italiano:

 
Cidadania Italiana Consulado Italiano Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Rio de Janeiro Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Belo Horizonte Cidadania Italiana Embaixada Italiana Cidadania Italiana Consulado Italiano Belo Horizonte Cidadania Italiana Consulado Italiano Curitiba Cidadania Italiana Consulado Italiano Curitiba Cidadania Italiana Consulado Italiano Porto Alegre Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano São Paulo Cidadania Italiana Consulado Italiano Recife
 
 

A Ferrara Cidadania Italiana pode lhe ajudar com as legalizações de documentos entrando com um recurso judicial contra o Consulado Italiano diretamente na Itália. É necessária a contratação de um advogado italiano, já que se trata de um recurso judicial. Entre em contato para obter maiores informações.


- Como montar a árvore genealógica da família?

A primeira etapa aconselhável para quem está começando o processo de reconhecimento da cidadania italiana é montar a árvore genealógica da família.

Montando a árvore genealógica você saberá quais os documentos são necessários para o processo e se você tem ou não o direito ao reconhecimento da cidadania italiana.

Alertamos às variações de nomes e sobrenomes. Essas variações não são erros. Elas aconteciam freqüentemente quando os italianos desembarcavam no Brasil e os registravam com o nome "aportuguesado". As variações mais comuns são: Giovanni / João, Giuseppe / José, Pietro / Pedro...

Veja outras variações de nomes italiano e brasileiros aqui.

As melhores informações sobre os ascendentes são aquelas vindas dos avôs e parentes mais velhos. Comece perguntando aos pais e avôs informações sobre os nomes dos antepassados, locais de nascimento, casamento e óbito. Procure saber também datas aproximadas desses eventos.

Encontre as certidões de nascimento, casamento e óbito dos seus avôs. Nesses documentos aparecerão informações sobre os bisavôs. O local de nascimento do filho costuma ser o local de casamento dos pais, assim encontrando a certidão de nascimento do avô saberá onde os bisavôs casaram. Na certidão de casamento pode estar o local de nascimento do bisavô. Através da certidão de óbito saberá o ano de nascimento. Procure também nos cartórios a habilitação de casamento.

A Habilitação de casamento é uma exigência legal (Lei 6015/73) imposta pelos Cartórios, onde que os noivos para se casar deverão apresentar no Cartório de Registro Civil os documentos exigidos pela Lei Civil (certidão de nascimento, cédula de identidade, autorização em caso de menores), de posse desses documentos o oficial fixará no Cartório, em local visível o que se chama de edital de proclamas. A finalidade disso é verificar se um dos noivos possui alguma restrição para se casar.

Você solicita a habilitação de casamento no mesmo Cartório de Registro Civil onde foi lavrada a certidão de casamento.

Sabendo o nome, data aproximada de nascimento, casamento e óbito (o ano); e a cidade brasileira, você pode ir aos cartórios e procurar os documentos de registros civis. Os antepassados mais antigos podem ter registros nas igrejas locais. Nas igrejas deve-se procurar o registro de batismo e nos cartórios a certidão de nascimento.


- É preciso apresentar a Certidão de Reservista Militar?

Em virtude da Lei 226 de 23 de agosto de 2004, que dispôs a suspensão do serviço militar obrigatório e a instituição do serviço militar profissional, a partir de 1º de janeiro de 2005 não será mais necessário apresentar aos Consulados e aos Comuni italianos nenhum documento que comprove o serviço, dispensa e reservista militar.

Deste modo, também aqueles que pretendem fazer solicitação de passaporte não deverão mais regularizar a situação nem aguardar a notificação por parte das autoridades italianas.


- É preciso apresentar algum documento que comprove meu Estado Civil?

Não, você deve trazer apenas a documentação que serve para o reconhecimento da cidadania italiana.

Vale à pena informar que omitir ou mentir o verdadeiro estado civil é crime e pode causar sérios problemas para o reconhecimento da cidadania italiana.


- Como é o processo da cidadania italiana por casamento?

Existem duas formas de conseguir o passaporte italiano através do casamento:
01 - através da dupla cidadania do marido: quando o marido já é italiano e o casamento ocorreu até 27/04/1983. Neste caso a esposa tem o direito automático. Somente os homens transmitem a cidadania italiana por casamento às mulheres. O homem (marido) nunca adquire a dupla cidadania pela mulher através do casamento.

02 - através da naturalização do cônjuge (marido ou esposa): neste caso o marido ou a esposa podem se naturalizar italiano, desde que o conjugue seja italiano.

O processo de naturalização pode ser iniciado tanto no Brasil como na Itália:
- no Brasil depois três anos de casamento;
- na Itália depois de dois anos de casamento e residência em algum Comune.

Todos os processos de naturalização são encaminhados ao Ministério da Justiça Italiana em Roma e por isso demoram mais de dois anos para serem concluídos.

Vale informar que o cidadão brasileiro (homem e mulher) que se naturalizar italiano não perde a cidadania brasileira.

O Departamento de Naturalização do Ministério da Justiça do Brasil informa:
A única condição de perda da nacionalidade brasileira é a demonstração do desejo expresso e inequívoco de perdê-la e de mudar de nacionalidade.

A Ferrara Cidadania Italiana pode lhe ajudar com o processo por casamento ou naturalização.


- Meu parente já tem cidadania italiana, posso usar os mesmos documentos? Como faço a minha?

Ajuda o processo dele? Minha família tem uma pasta no Consulado...

Não lhe ajudará muito a famosa pasta da família no Consulado Italiano ou número de protocolo para desenvolver o seu processo.

O primeiro passo é descobrir onde sua família solicitou o reconhecimento da cidadania italiana, ou seja, no Brasil ou na Itália?

Caso tenha sido no Brasil, você precisará descobri o número do protocolo do processo e em qual Consulado Italiano foi desenvolvido para poder adicionar os seus documentos na pasta da família. O tempo para você obter o reconhecimento da cidadania italiana através de um processo já feito no Consulado Italiano é exatamente igual aqueles que estão começando do zero o processo, ou seja, o processo irá demora mais de cinco anos.

Caso sua família tenha desenvolvido o processo na Itália, você precisará descobrir em qual cidade seu familiar residiu. Vale apena informar que é necessária uma autorização por escrito do parente e uma cópia do passaporte italiano dele.

Vale à pena usar o processo de um familiar quando se trata de um irmão ou um primo direto, mais do que isso não vale a pena.

Caso convenha utilizar os documentos do processo do seu familiar, o que deve ser feito é:
- conseguir uma autorização por escrito do seu familiar, informando que é permitida a utilização dos documentos dele para o seu processo;
- residir na mesma cidade onde seu parente desenvolveu o processo ou solicitar cópias autenticadas dos documentos dele para depois desenvolver o processo em qualquer uma das mais de 8.000 cidades italianas;
- cada cópia do documento do seu parente irá custar EUR 14,62.

O tempo do processo desenvolvido na Itália não será mais rápido porque você está usando os documentos de um parente já italiano. O procedimento é sempre o mesmo, o que muda é apenas o número de certidões que serão apresentadas ao Comune. Os processos na Itália costumam demorar entre 90 e 180 dias.

Os seus documentos (nascimento / casamento) que faltam para completar o processo já existente na Itália devem ser preparados no Brasil e devem passar pelo Consulado Italiano para serem legalizados.

A preparação dos documentos para quem irá desenvolver o processo na Itália consiste em:
01 - reunir as certidões brasileiras e italianas (nascimento, casamento, óbito, CNN);
02 - analisar os documentos e retificá-los se for necessário;
03 - reconhecer as assinaturas do cartório no Tabelionato de Notas e/ou no Ministério das Relações Exteriores;
04 - traduzir os documentos brasileiros para o italiano;
05 - legalizar os documentos brasileiros no Consulado italiano.

A Ferrara Cidadania Italiana oferece o serviço de preparação dos documentos.

Somente depois de concluir a preparação dos documentos é que você poderá ir à Itália para desenvolver o processo.

A Ferrara Cidadania Italiana oferece a assistência completa na Itália.


- Os Consulados Italianos estão fechados?

Não, os Consulados Italianos não estão fechados. Talvez eles não atendam ao telefones, só isso.

O que acontece é que os Consulados Italianos no Brasil têm inúmeras solicitações diárias.

No Brasil tem cerca de 28 milhões de descendentes de italianos, então imaginem se o atendimento fosse feito por telefone e tivesse um atendimento personalizado a cada pessoa.

É também verdade que faltam funcionários para atender a alta demanda e, sobretudo, eficiência, boa vontade e disponibilidade por parte dos funcionários públicos italianos.

Inúmeras pessoas relatam que foram mal atendidas nos Consulados Italianos.

A melhor opção é contatar os Consulados Italianos por email e aguardar o tempo burocrático deles para receber a resposta.


- Por que contratar um assessor para desenvolver o meu processo?

É importante contratar um assessor caso realmente ele venha ajudar a desenvolver o seu processo e não apenas lhe fornecer um alojamento e um acompanhamento ao Comune.

O processo é simples, porém a burocracia italiana e o atendimento dos funcionários públicos italianos não são fáceis de lidar.

A burocracia pode mudar de cidade para cidade e o atendimento do funcionário público pode ser decisivo para o reconhecimento da cidadania italiana.

Acontece muito na Itália que quando o funcionário público não está em um bom dia, ele pode achar que sua documentação não está correta e fará um monte de novas exigências para aceitar a sua solicitação de reconhecimento da cidadania italiana. Ainda, pode acontecer que neste dia e nos próximos, ele não terá vontade de continuar o seu processo, por isso o tempo burocrático da sua prática pode demorar muito mais do que você planejou.

A comunicação é outro fator fundamental para o bom desenvolvimento do processo. Você deverá se comunicar em italiano com os funcionários públicos. Caso você tenha dificuldade com a língua italiana, será difícil explicar as dúvidas que podem surgir referente à sua documentação, por exemplo.

Outra problemática é que você precisará alugar um local para residir. Não é fácil encontrar quartos para alugar e imóveis com contratos de poucos meses. As agências imobiliárias exigem cauções, comissões e aluguéis antecipados. Também não é fácil convencer os proprietários dos imóveis.

Vale considerar que quanto mais tempo durar o seu processo, mais despesas você terá que pagar.

Analisando esses cinco pontos fundamentais para o desenvolvimento processo (burocracia, funcionários públicos, língua italiana, local de residência e tempo / dinheiro) você pode tirar duas conclusões:

01ª opção - o assessor já está na Itália, já fala italiano, já tem alojamento para lhe hospedar, já sabe o tempo estimado que leva o processo e já conhece os funcionários públicos. Neste caso, você pode escolher o assessor, analisar o alojamento que ele lhe oferece, o tempo burocrático estimado oferto, usufruir de tudo aquilo que ele pode lhe propor e pagá-lo para não se incomodar com o processo.

02ª opção - você pode tentar desenvolver processo sozinho, tentar economizar, tentar estabelecer uma boa relação com os funcionários públicos, tentar agilizar seu processo de alguma forma, tentar concluir o processo e tentar não se incomodar. Neste caso, tudo será inseguro. Talvez você consiga alugar um imóvel para residir, talvez não. Talvez seu processo fique pronto em dois meses, talvez em seis meses. Talvez você consiga concluir o processo, talvez você volte para o Brasil sem o passaporte italiano. Talvez você consiga economizar, talvez você gaste muito além do que planejava.
A primeira e a segunda opção se diferenciam somente por causa do pagamento dos honorários do assessor. Os gastos com os aluguéis e taxas do processo você terá de qualquer forma, contratando ou não um assessor.

A melhor opção sem dúvida é saber escolher o assessor, por isso é aconselhável avaliar:
- o atendimento do assessor: o site, se tem um telefone fixo, as respostas por email, o bom e velho português, se só atende por celular ...;
- o conhecimento e a segurança nas informações do processo e serviços oferecidos;
- a lista de referências do assessor;
- o comportamento do assessor: se ele está interessado somente em trazer você à Itália ou se está interessado também no seu processo. Ele deve solicitar fotocópias dos seus documentos antes de você vir à Itália para analisar.
- a infra-estrutura física do assessor: escritório, apartamentos...
- a equipe do assessor: caso trabalhe sozinho não é profissional, está começando;
- o contrato que você irá assinar: peça para ler o contrato antes de viajar à Itália;
- se o assessor é uma pessoa física ou uma empresa que trabalha legalmente: solicite o CNPJ dele ou a Partita IVA dele (CNPJ italiano).
- o preço da assistência: honorários, aluguéis...
- os serviços oferecidos: alojamento, acompanhamento, assistência burocrática, traslados, curso de italiano, turismo, internet, outros...
- formas e condições de pagamento dos serviços: à vista, 02 parcelas, dinheiro, cartão de crédito...;
- a cidade que você irá residir: localização, o que oferece...;
- o tempo médio da conclusão do processo.

 
 
 

ENTRE EM CONTATO COM A FERRARA CIDADANIA ITALIANA

 
  Curitiba
Endereço: Rua Marechal Deodoro, nº 857,
sala 1901, Centro, Curitiba - PR
CEP 80.060-010
Telefone: (41) 3077-2311
E-mail: contato@ferraracidadania.com.br
Atendimento: Somente com hora marcada
segunda a sexta
09:00 às 12:00
14:00 às 18:00
   
  São Paulo
Endereço: Avenida Angélica, nº 2447, conj. 42
Bela Paulista - São Paulo - SP
CEP 01.227-200
Telefone: (11) 3231-0462
E-mail: contato@ferraracidadania.com.br
Atendimento: Somente com hora marcada
segunda a sexta
09:00 às 12:00
14:00 às 18:00



  MAPA DO SITE
 
Quem somos Cidadania Documentos Serviços Utilidades
Nossa história
Nossos escritórios
Nossas referências
Nossos projetos
Como conseguir
Quem tem direito
Quanto tempo demora
Quanto custa
Diferença no BR e na IT
Roteiros / Passo a passo
Fila da cidadania
Filhos naturais
Por casamento
Via materna (1948)
Pasta da família
Naturalização brasileira
Imigração italiana
Documentos necessários
Onde encontrá-los
Montagem do processo
Retificação de documentos
Tradução de documentos
Legalização de documentos
Cert. não naturalização
Cert. de não renúncia
Documentos italianos
Passaporte italiano
Serviço militar
Antecedentes criminais
Análise de documentos
Cidadania para filho menor
Cidadania por casamento
Passaporte italiano
Legalização de documentos
Montagem do processo
Atualização de cadastro (AIRE)
Pesquisa de documentos
Convocados pelo consulado
Processo na Itália
Pesquisa de sobrenome
Curso de italiano na Itália
Assistência médica
Projeto fim da fila
Cert. não naturalização
Consulados
Consulta fila da cidadania
Tradutores
Nomes italianos e brasileiros
Leis italianas
Quem precisa de visto
Sobre a Itália
Glossário
Famosos
Links
 
© 2011 - Ferrara Cidadania Italiana - Todos os direitos reservados. Design Felipe Castro - Programação Bailo Design